Matérias

Cafeína e seus efeitos ergogênicos

Cafeína e seus efeitos ergogênicos

A cafeína pertence a uma classe de compostos chamada xantina e possui ação sobre o sistema nervoso central, por isso é tão conhecida como uma substância estimulante. Ela está presente no café, mate, chás, cacau, guaraná, chocolates e refrigerantes, mas também pode ser encontrada como suplemento nutricional (cápsula ou pó). Passou a ser muito consumida por atletas, depois de atestados vários benefícios para a prática esportiva. A cafeína tem sido amplamente utilizada como recurso ergogênico na prática esportiva com o objetivo de retardar a fadiga, ter efeito estimulante, aumento da performance em exercício de força e, principalmente, aeróbicos, além de aumentar a oxidação de lipídeos (mobilização\queima de gordura). Estudos mostram eficácia na utilização de 3 a 6 mg de cafeína\kg de peso corporal.

Um agente ergogênico é qualquer mecanismo, efeito fisiológico, nutricional ou farmacológico capaz de melhorar a performance nas atividades físicas esportivas ou ocupacionais.Os efeitos da cafeína ainda não estão completamente elucidados, mas os pesquisadores acreditam em alguns mecanismos principais, como a ação da substância no sistema nervoso central postergando a sensação de fadiga. Outro mecanismo, sobre o músculo esquelético, é que aumenta os níveis intracelulares de cálcio nos músculos e a eficiência da contração, pois agiria na célula muscular aumentando a permeabilidade ao cálcio e tornando este mineral prontamente disponível para o processo de contração muscular.Outros efeitos fisiológicos podem ser observados com o uso moderado (200 a 300 mg)  da cafeína. Segue:

1) Diminuir a fadiga mental;
2) Aumentar o gasto energético de repouso;
3) Diminuir a sensação de esforço associado à atividade física;
4) Melhorar o desempenho físico, motor e cognitivo;
5) Aumentar a capacidade de concentrar e focar a atenção;
6) Reforçar a memória de curto prazo;
7) Aumentar a capacidade de resolver problemas que requerem raciocínio;
8) Aumentar a capacidade de tomar decisões;
9) Melhorar a coordenação neuromuscular


A legislação atual tem a cafeína como uma substância legal e indicada para melhorar a performance destes atletas de alto padrão. Porém a Agência Nacional de Vigilância Sanitária alerta que esta possui um padrão de dosagem segura, de 210mg até 420mg. Além de tornar obrigatória a indicação da presença de cafeína nos rótulos dos produtos, assim como especificar a quantidade da mesma.

Podemos concluir que a cafeína quando utilizada de forma correta e moderada, pode melhorar o rendimento dos atletas de alta performance e ainda trazer benefícios para a população em geral.

Extraído e adaptado de:

http://www.nutritotal.com.br/perguntas/?acao=bu&id=532&categoria=1target=_blank

http://www.sonutricao.com.br/conteudo/artigos/cafeina_atletas/

http://www.nutritotal.com.br/perguntas/?acao=bu&id=602&categoria=1target=_blank

Voltar